[layerslider id=”3″]

A Gênese é uma das cinco obras básicas da Codificação do Espiritismo. É um livro que, conhecido e estudado, proporciona uma oportunidade excepcional de imersão em grandes temas de interesse universal, abordados de forma lógica, racional e reveladora. Divide-se em três partes: na primeira parte, analisa a origem do planeta Terra, de forma coerente, fugindo às interpretações misteriosas e mágicas sobre a criação do mundo; na segunda, aborda a questão dos milagres, explicando a natureza dos fluidos e os fatos extraordinários contidos no Evangelho; na terceira enfoca as predições do Evangelho, os sinais dos tempos e a geração nova, que marcará um novo tempo no mundo com a prática da justiça, da paz e da fraternidade. Os assuntos apresentados nos dezoito capítulos desta obra têm como base a imutabilidade das grandiosas leis divinas.
Print Friendly, PDF & Email

Capítulo VII – Esboço Geológico da Terra

NOTAS DO TRADUTOR

(a) Assim como os reinos biológicos têm o carbono como componente fundamental, o reino mineral (geológico) tem a sílica, também tetravalente como elemento básico de formação. Tanto o feldspato – nome de origem alemã – silicatos aluminosos, como o quartzo, sílica cristalizada, e a mica, silicatos diversos dos mais variados metais, estruturam-se neste elemento.

(b) No original francês há uma repetição dos números nos itens 20 e 21.

(c) Kardec só não pôde falar dos “agentes estruturadores” provavelmente responsáveis pela elaboração desse processo evolutivo de transição porque só a partir de 1975, com os estudos nucleares de Murray Gell Mann surgiu a hipótese de suas existências. Dessa maneira, o que se pode admitir, dentro da nova concepção, é que os referidos “agentes” não seriam senão formas do domínio espiritual – ou Espiritualidade – atuando não apenas em nosso planeta como em todo o Universo, dando-lhe vida e constituição das formas. Daí, a causa das modificações sofridas pelo processo de transformação das espécies.

(d) Provavelmente, Kardec esteja se referindo a Jacques Boucher de Crèvecœur de Perthes (1788-1868), arqueólogo francês, grande pesquisador e autor da obra “O Homem Pré-histórico”.

Print Friendly, PDF & Email