[layerslider id=”3″]

A Gênese é uma das cinco obras básicas da Codificação do Espiritismo. É um livro que, conhecido e estudado, proporciona uma oportunidade excepcional de imersão em grandes temas de interesse universal, abordados de forma lógica, racional e reveladora. Divide-se em três partes: na primeira parte, analisa a origem do planeta Terra, de forma coerente, fugindo às interpretações misteriosas e mágicas sobre a criação do mundo; na segunda, aborda a questão dos milagres, explicando a natureza dos fluidos e os fatos extraordinários contidos no Evangelho; na terceira enfoca as predições do Evangelho, os sinais dos tempos e a geração nova, que marcará um novo tempo no mundo com a prática da justiça, da paz e da fraternidade. Os assuntos apresentados nos dezoito capítulos desta obra têm como base a imutabilidade das grandiosas leis divinas.

Capítulo VI – Uranografia Geral

Nota Especial do Tradutor

[#] Os Espíritos naquela época haviam informado Kardec sobre que havia mais reinos além dos três já conhecidos, pois atualmente, embora sob debate, há 5 reinos distintos e não três a saber:

1 – o reino mineral;

2 – o reino biológico, com dois sub-reinos, o fitológico e o zoológico;

3 – o reino virótico, onde seus componente são minerais quando expostos à natureza e biológico quando internos a um ser vivo;

4 – Cianofíceas (para muitos, discutível) e

5 – O reino energético, ainda em estudo, que atua sobre o Universo dando-lhe forma e vida.


NOTA

Este capítulo é extraído textualmente de uma série de comunicações ditadas à Sociedade Espírita de Paris, em 1862 e 1863, sob o título de Estudos Uranográficos, e assinado Galileu, médium M.C.F.