O Livro dos Espíritos

Existem Espíritos? de onde viemos? por que aqui estamos? e para onde vamos? Eternos enigmas aqui esclarecidos na forma de Perguntas & Respostas de uma forma lógica e racional, sob os aspectos CIENTÍFICO, FILOSÓFICO e RELIGIOSO pelo Professor Hyppolite Léon Denizard Rivail (Allan KArdec) no total de 1019 questões reunindo os ensinos dos ESPÍRITOS SUPERIORES através de diversos médiuns. Ele é o marco inicial de uma Doutrina que trouxe uma profunda repercussão no pensamento e na visão de vida de considerável parcela da Humanidade, desde 1857, data da primeira edição francesa.
Print Friendly, PDF & Email

CONCLUSÃO

         O progresso da Humanidade tem como princípio a aplicação da lei de justiça amor e caridade, e essa lei se funda sobre a certeza do futuro. Tirai essa certeza e lhe tirareis sua pedra angular. Dessa lei derivam todas as outras porque ela encerra todas as condições da felicidade humana. Somente ela pode curar as chagas da sociedade. E isso podemos julgar pela comparação das épocas e dos povos, porquanto melhoram a sua condição à medida que essa lei é melhor compreendida e melhor praticada. Se uma aplicação parcial e incompleta produz um bem real, o que será quando a tomarem por base de todas as instituições sociais? Isso é possível? Sim, porque quem deu dez passos pode dar vinte e assim por diante. Pode-se pois avaliar o futuro com base no passado. Já estamos vendo se extinguirem, pouco a pouco, as antipatias entre os povos; as barreiras que os separam caem com a civilização; eles se estendem as mãos de um extremo a outro do mundo; maior justiça preside as leis internacionais; as guerras se tornam cada vez mais raras e não mais excluem os sentimentos de humanidade; a uniformidade se estabelece nas relações; as distinções de raças e de castas desaparecem e os homens de crenças diferentes fazem calar os preconceitos sectários para se confundirem na adoração de um único Deus(1). Falamos dos povos que se encontram à frente da civilização. (Ver itens 789 e 793.) Sob todos os aspectos estamos ainda longe da perfeição existem ainda muitos resíduos antigos a serem destruídos, até que tenham desaparecido os derradeiros vestígios da barbárie. Mas aqueles vestígios poderão opor-se ao poder irresistível do progresso, e essa força viva que é em si mesma uma lei da Natureza? Se a geração presente é mais adiantada que a anterior, por que a que nos sucederá não seria mais do que a nossa? Ela o será por força das coisas; primeiro, porque como as gerações se extinguem dia a dia alguns velhos campeões dos velhos abusos e assim, pouco a pouco, a sociedade vai-se formando de elementos novos, destituídos dos velhos preconceitos; em segundo lugar, porque, desejando o progresso, o homem estuda os obstáculos e se empenha em derrubá-los. Desde que o movimento progressivo é incontestável, o progresso futuro não poderia ser posto em dúvida O homem por natureza quer ser feliz e não busca o progresso senão para aumentar a sua felicidade, sem o que o progresso não teria objetivo. O que seria o progresso para ele se não tivesse por fim melhorar-lhe a posição? Mas quando tiver a soma de felicidade que o progresso intelectual lhe pode dar perceberá que essa felicidade não é completa, reconhecendo que ela é impossível sem a segurança das relações sociais. E esta segurança ele só a encontrará no progresso moral. Então, por força das circunstâncias, ele mesmo impulsionará o progresso nesse sentido e o Espiritismo lhe oferecerá a mais poderosa alavanca para atingir o alvo.


(1) Pode objetar-se hoje, a esse quadro apresentado por Kardec, que duas guerras mundiais abalaram a Terra depois dele e que pesa atualmente sobre a civilização a ameaça ainda mais terrível da guerra atômica. Mas essas conseqüências do egoísmo, que ainda endurecem o coração do homem mais civilizado, não negam o progresso geral ali descrito São apenas a prova de que o progresso ainda tem muito a fazer. Por outro lado, ó evidente a existência de uma consciência mundial que condena esses fatos, extinguindo os ódios nacionais e sectários. (N. do T.)

Print Friendly, PDF & Email